Blog do John


JP Blogs: www.jornalpequeno.com.br

 

Blog John Cutrim JP:

 

http://www.jornalpequeno.com.br/Blog/JohnCutrim/

 

Acessem o meu Novo Blogue John Cutrim JP na página do Jornal Pequeno:

 

http://www.jornalpequeno.com.br/Blog/JohnCutrim/

 



Escrito por John Cutrim às 15h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


 

Se em Belo Horizonte a ‘’teoria do poste’’ ganha força com a extraordinária ascensão do candidato Márcio Lacerda (PSB), aqui em São Luís a situação, de acordo com o resultado das últimas pesquisas, tem sido bastante diferente.

 

Segundo última pesquisa Datafolha divulgada neste sábado pela TV Globo, revela que o candidato a prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda (PSB) subiu 21 pontos percentuais em relação ao levantamento de agosto e lidera a disputa eleitoral com 42% das intenções de voto. Já a candidata Jô Moraes (PC do B) perdeu 4 pontos percentuais e está em segundo, com 13% do eleitorado. Lacerda, que chegara a amargar um constrangedor terceiro lugar, tomou o elevador e subiu 21 pontos percentuais de agosto pra cá.

 

Para quem não sabe do preâmbulo dessa história, Márcio Lacerda era um ilustre desconhecido do eleitorado mineiro. Foi plantado na eleição com o apoio de nada mais, nada menos que do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) e do atual prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), ou seja, com esse privilegiado staff em conjunto com o insólito crescimento em todas as pesquisas, tudo indica imaginarmos uma vitória de Lacerda logo no primeiro turno.

 

No caso de São Luís de acordo com que apontam os recentes resultados divulgados pelos institutos de pesquisa e opinião, o candidato apoiado pelo atual prefeito Tadeu Palácio, Clodomir Paz (PDT), não conseguiu decolar em nenhuma aferição realizada até agora segundo mostra os dados referentes às últimas amostragens feitas.

 

Em mais uma recente pesquisa realizada pela empresa EXATA divulgada neste domingo em um jornal da cidade, os números ratificam o candidato João Castelo continua disparado na frente com o percentual de 58% enquanto que o segundo lugar é de Flávio Dino com 10% seguido por Clodomir Paz (candidato do Tadeu) com 8%, portanto algo que, se confirmado, coloca em questão a funcionalidade da ‘’ teoria do poste’’ em São Luís.

 

Um ano antes do período de campanha, vale lembrar que o prefeito disse, enfaticamente, à imprensa e a todos os presentes que elegeria até um poste para substituí-lo no comando do Palácio La Ravardière. Pois bem, uma das premissas principais para que isso não venha ocorrendo é fruto da inaptidão e do descaso de Tadeu Palácio frente á administração de nossa cidade.

 

A sua gestão é marcada pelo acúmulo de lixo em muitos bairros, as ruas permanecem com verdadeiras crateras onde rendeu a cidade o título de ‘’cidade dos buracos’’ ou ‘’buracolândia’’, e principalmente o sofrimento gerado pelos transtornos como as filas que se alongam nos hospitais de emergência e na Central de Marcação de Consultas. A prefeitura não está conseguindo cuidar nem dos hospitais de emergência. Se todos os dias o cidadão ludovicense é obrigado a acordar entre valas, buracos, lixo, baratas, ratos, sem atendimento de saúde e falta de emprego, não há imagem que não sofra desgaste mesmo quando ENCOMENDAM uma Brasmarket para conceder o prêmio de ‘’melhor’’ prefeito do Brasil a Tadeu Palácio.

 

Fazendo uma sucinta análise entre ‘’ a teoria do poste’’ na conjuntura das eleições de Belo Horizonte e São Luís como também os ‘’postes’’ e o dono em questão, comparamos e chegamos a seguinte conclusão; O 'poste' só funciona quando o sujeito principal (dono do poste) goza de prestígio imenso diante da população, ou seja, predicados que condicionam o sucessor dar continuidade ao seu projeto.

 

Na capital mineira Márcio Lacerda até então era uma figura emblemática totalmente desconhecida do eleitorado de Belo Horizonte, não obstante o governador Aécio Neves e o prefeito petista, donos de confortáveis índices de popularidade, arregaçaram as mangas e fizeram Lacerda deslanchar nas pesquisas atingindo dentro de poucas semanas o primeiro lugar.

 

No caso de São Luís, o candidato pedetista Clodomir Paz, apesar de já ter sido deputado estadual, coordenador de algumas campanhas e secretário municipal de Governo, também é um mero desconhecido do eleitor. Tadeu, que já foi um ‘’poste’’ de Jackson Lago quando este era prefeito e obtinha na ocasião prestígio e altos níveis de popularidade, o que não acontece com ele (Tadeu) hoje, tenta da mesma forma assim fazer com seu ungido Clodomir Paz, fruto de sua exacerbada vaidade.

 

Confirmando-se dessa forma as pesquisas, estará demonstrado que postes podem, sim ou não, ganhar eleições, tudo depende do poste e, sobretudo do dono, ainda mais quando o dono se trata de Tadeu que não é nenhum santo e o ‘’poste’’ dorme vendo as eleições passarem.

 

Por John Cutrim



Escrito por John Cutrim às 13h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Afilhada de Sarney aprovada para a Anatel

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O governo atropelou a oposição na Comissão de Serviços de Infra-Estrutura no Senado e conseguiu ontem aprovar a indicação da assessora da presidência do Senado Emília Ribeiro para o cargo de diretora da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Foram 13 votos a favor e apenas cinco contra.

 

Alheia aos debates sobre sua competência técnica para a vaga, Emília adotou um tom conciliador durante a sabatina. 'Acho maravilhoso que aconteça (mudança no PGO), mas quanto ao mérito não posso falar sem olhar o conteúdo das consultas públicas', disse Emília. Ela foi indicada pelo Executivo há cerca de um mês com o apoio do senador José Sarney (PMDB-AP).

 

A indicação de um diretor da Anatel neste momento não representa apenas mais um cargo no governo – que, a bem da verdade, deveria ser uma indicação técnica e não política porque as agências reguladoras são órgãos técnicos e, particularmente, de promover a regulação sob a ótica da defesa do usuário. É que neste momento, está em discussão na Anatel mudanças no Plano Geral de Outorgas – mudanças que vão permitir a compra da BrasilTelecom pela Oi.

 

Como se sabe, a pressão da indicação de Emília Ribeiro para o cargo veio apartir de José Sarney, padrinho da indicação junto ao presidente Lula. Atitudes como essas não podem ser mais aceitas onde os quais nomeações para cargos de direção são baseadas em relações de amizade, de afinidade ou compadrio, como, infelizmente, tem acontecido em diversos casos. Tal padrão de conduta do senador José Sarney e do seu partido, o PMDB, tem se consolidado nos últimos anos como uma forma de fisiologismo político nos cargos públicos do governo.

 

 

BAIXARIA MARANHENSE

De acordo com a coluna do jornalista Cláudio Humberto deste domingo (24), o senador José Sarney ficou indignado com os seus adversários por citarem seu nome de forma jocosa na prova de Português de um concurso para a prefeitura de Vitorino Freire (MA). Como a que ele “saiu de jegue, do Maranhão para o Amapá, triste com a derrota da filha Roseana” etc.

 

A nota enviada pelo blogueiro John Cutrim saiu no Colunaço do Pêta do dia 11/08/2008. Vale á pena relembrar:

 

E essa história do concurso da prefeitura de Vitorino Freire, hein???!!! Rapaz, isso é deboche com Sarney e sua filha!!! Olha só o tipo de pergunta que colocaram nas provas!!!

 

- “Roseana Sarney perdeu a eleição e se dedica agora a criar galinhas. Ela tem 11 dezenas de poedeiras que bota cada uma duas dúzias de ovos por mês. Quantos ovos têm Roseana para vender a cada dois meses”? (sic)

 

- “O senador José Sarney, triste porque sua filha perdeu a eleição no Maranhão, decidiu voltar para o Amapá de jegue, de jumento. Como viu que ia demorar bastante, decidiu ir de jegue só até o Aeroporto Marechal Cunha Machado. Sai da casa da sua filha às 10h20 (...)” e pergunta quanto tempo demora o senador do Amapá para chegar ao aeroporto”? (sic)

 



Escrito por John Cutrim às 13h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


JACKSON LAGO RECORRE AO TSE PARA ANULAR JULGAMENTO DE PROCESSOS CONTRA ROSEANA SARNEY

 

 da Folha Online

 

O governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), recorreu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para tentar anular decisões do TRE-MA (Tribunal Regional Eleitoral) do Maranhão das quais participaram a desembargadora Nelma Celeste Sarney. Lago argumenta que a magistrada é parente da senadora Roseana Sarney (PMDB-MA), parte interessada nos processos que tramitam no tribunal regional.

As decisões questionadas foram tomadas em três processos movidos pela coligação 'Maranhão, A Força do Povo', pela qual Roseana disputou o governo do Estado em 2006 com Lago.

 

A magistrada não se sentiu impedida por ser parente da senadora e participou o julgamento de todas as ações contra Roseana. Celeste é casada com Ronald Sarney, irmão do senador José Sarney (PMDB-AP), pai de Roseana.

 

No entendimento dos juízes do TRE maranhense, o Código Civil limita o parentesco por afinidade aos ascendentes, aos descendentes e aos irmãos do cônjuge ou companheiro, o que afastaria o parentesco entre a senadora e a magistrada.

 

A defesa de Jackson Lago afirma que esse entendimento 'não possui o condão de subtrair do convívio familiar de tios e sobrinhos, ainda que por afinidade'. Lago recorreu ao TSE porque o tribunal regional rejeitou todos os recursos apresentados.

 

A desembargadora Celeste Sarney participou dos julgamentos de todas as representações, por não se sentir impedida por parentesco. O governador entrou com recursos que foram indeferidos pelo TRE.

Nos recursos apresentados ao TSE, o governador pede o impedimento da desembargadora para participar dos julgamentos dos processos contra Roseana.

 

 

E-MAIL DO BLOGUEIRO RICARDO SANTOS

 

Caro John Cutrim, sobre as acusações sarneisistas dando conta que eu estaria colocando notas em jornais, fazendo matérias para o candidato Castelo, tenho a dizer o seguinte: Não vestirei a carapuça de grupos que combato aqui. Vejo que essa pressão seria apenas por interesses que fogem aos interesses da opinião pública. Já disse, não me vendo como alguns sarneisistas, que tentando distorcer os fatos "esqueceram" de noticiar no final de semana passado que o prefeito foi vaiado durante visita a um bairro da cidade. E, porque isso não saiu nas lentes da grande mídia???

 

Desafio alguns desses, a mostrar em meu blog, alguma matéria tentando beneficiar o candidato do PSDB, ou outro qualquer. Aliás, poderão mostrar uma nota sobre o candidato Pedro Fernades (grupo Sarney), mas ele nem é do PSDB. Vejam o que ele diz: "Todos nós deputados colocamos emendas para São Luís. A Lagoa da Jansen, o Castelão, o Italuís, o Porto do Itaqui não fazem parte de São Luís?”.

 

A seguir meu posicionamento sobre as eleições em São Luis, comentário que fiz no blog do Luiz Carlos Azenha (de circulação nacional).

 

Ricardo Santos: (08/07/2008 - 11:19)

Não há nada de novo para a cidade. São Luis terá apenas candidatos ultrapassados, a grande novidade seria o PT com o nome de Bira do Pindaré, que não subsistiu às pressões da "politicalha" e tai, o nome do candidato de Lula numa chapa comandada pelo PC do B com um vice do PT. Entenderam??? Ninguém entende, mas aqui é Maranhão, é Brasil... A grande novidade está a favor do PSOL, que entrou na briga e o PSTU, ambos com um discurso carregado do tipo "xiita", afirmando que todos são iguais (Sarney e Jackson Lago) e não adiantou lutar para tomar o governo das mãos do clã. Ainda assim, meu voto de protesto será de um deles.

 

 

ACOMPANHEM EM TODO O BRASIL

 

Na rede de blogues SIVUCA, acompanhe passo à passo os rumos da politica e a sucessão em São Luis:

 

Clic e veja: http://www.viomundo.com.br/eleicoes-2008/sao-luis/

 



Escrito por John Cutrim às 12h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


SARNEY: UM PARADOXO SEM LIMITES DO INTERESSE 

 Carta do próprio punho de Sarney

O ex-presidente da República e senador José Sarney, em nota escrita de próprio punho no último dia 16 deste mês e endereçada à Agência Estadual de Notícias, manifestou solidariedade ao governador Roberto Requião, vítima de censura prévia imposta por decisão judicial a pedido do Ministério Público Federal.

 

O senador Sarney afirmou ser incompreensível que, na defesa de suas idéias, no exercício de sua liberdade de consciência e expressão, Requião seja punido e intimidado no seu justo direito de falar, expondo suas posições e defendendo o seu governo, relatando suas obras que são de grande dimensão, exemplares ao longo de sua vida pública.

 

Esse mesmo José Sarney senador pelo PMDB do Amapá, ex-presidente da República, membro da Academia Brasileira de Letras, tão democrata nos discursos do senado, nos artigos na "Folha de São Paulo” e que agora defende com unhas e dentes seu cumpicha da grande elite conservadora paranaense, está sendo acusado de usar a Polícia Federal para intimidar o jornalista Lourival Bogéa, diretor do Jornal Pequeno. Lourival é alvo de processo judicial em que o senador entrou com uma representação penal impetrada via Brasília na Polícia Federal.

 

O mesmo José Sarney, que criticou veementemente o presidente Hugo Chávez acusando-o de autoritarismo e de cercear a imprensa naquele país, ingressou nesse mês com uma ação indenizatória no valor de 220 mil reais contra o Jornal Pequeno, que é um jornal que tem 57 anos, sempre trabalhando pelas causas democráticas e populares no Maranhão tendo como objetivo o compromisso de fazer uma imprensa livre, imparcial e ética. Tudo porque Lourival Bogéa é um contundente e diário crítico da atuação política de Sarney.

 

Diante de todas essas contradições do ‘coronel’ Sarney, ficam evidentes os seguintes pontos e indagações: o jogo duplo de cena que Sarney faz quando estão colocados em jogo os seus interesses, nunca fez e nunca fará nada de graça, nem mesmo quando apoiou a Ditadura Militar; por que o senador Sarney não processa a revista VEJA que tem publicado um vasto material de cunho jornalístico sobre as suspeitas que recaem sobre ele e sua família no caso Gautama?! E por fim por que o ‘rei da mordaça’, como o senador José Sarney é conhecido por tentar impor censura a jornalistas do Amapá e do Maranhão, tenta de todas as formas (não conseguirá) calar o Jornal Pequeno já que ele se auto-proclama como escritor, jornalista e político defensor da democracia e das liberdades? Sarney é a figura de um paradoxo, ou seja, o oposto do que alguém pensa ser a verdade!

 

Por John Cutrim  johncutrim@hotmail.com

 

 

SARNEY E EDINHO LOBÃO APARECEM COMO UM DOS MAIS FALTOSOS DO SENADO

OS SENADORES MAIS FALTOSOS
clique para ver detalhes

Senadores mais ausentes

 

De acordo com levantamento feito pelo site Congresso em Foco, nos seis primeiros meses de 2008 nenhuma votação no Senado conseguiu reunir todos os 81 senadores. Segundo constatou o site, 60 senadores deixaram de justificar 179 faltas nesse primeiro semestre, outros cinco senadores faltaram mais que o percentual permitido (33%) e entre os dez mais faltosos, 23 dessas faltas ficaram sem explicação.

 

No topo da lista dos mais ausentes, conforme lista de presença das sessões deliberativas publicadas pelo Diário do Senado de 12 de fevereiro a 19 de junho, é apontado o nome do senador maranhense Lobão Filho (DEM) com 39,8% de faltas totais, ficando atrás apenas do senador João Durval do PDT da Bahia.

 

O senador Lobão Filho (DEM–MA) herdou do pai o cargo, mas não o hábito. Edinho Lobão, substituído pelo filho suplente em 31 de janeiro deste ano, quando assumiu o Ministério das Minas e Energia, foi um dos senadores mais assíduos em 2007, segundo levantamento anterior do Congresso em Foco.

Lobão Filho compartilha com o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) o segundo lugar na lista dos menos assíduos. Os dois estiveram ausentes a 21 sessões deliberativas, 38,9% de falta.

 

Lobão Filho justificou 19 faltas com licença médica, missão política e oito delas por interesse particular. Deixou outras duas faltas sem nenhuma justificativa. Segundo sua assessoria de imprensa, o senador teve problema na coluna e precisou ser deslocado para São Paulo, o que o afastou do plenário do final de fevereiro ao início de março.

 

Entre os dez mais faltosos, estão também o Marcelo Crivella (PRB-RJ), com 18 faltas, duas delas não justificadas, Fátima, Renan Calheiros, 17 faltas, cinco sem justificativa e José Sarney (PMDB-AP), 17 faltas, seis sem justificativa.

 

O mapeamento informa ainda que  o estado do  Maranhão aparece como uma das bancadas menos assíduas nas sessões deliberativas do senado, deixando de comparecer em quase cerca 26% das sessões do primeiro semestre.

 

Por John Cutrim com informações do Congresso em Foco



Escrito por John Cutrim às 13h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ESCOLHA POLÍTICA NA ANATEL:SARNEY GANHA MAIS UMA

 

Segundo informa o blogue da jornalista Cristiana Lôbo do portal G1, já está no Senado a indicação de Emília Ribeiro para a diretoria da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). De acordo com ela, esta escolha representa mais uma vitória do senador José Sarney, que fez a indicação ao presidente Lula, que a acolheu, apesar de resistências da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil)

''A indicação de um diretor da Anatel neste momento não representa apenas mais um cargo no governo - que, a bem da verdade, deveria ser uma indicação técnica e não política porque as agências reguladoras são órgãos técnicos e, particularmente, de promover a regulação sob a ótica da defesa do usuário. É que neste momento, está em discussão na Anatel mudanças no Plano Geral de Outorgas - mudanças que vão permitir a compra da BrasilTelecom pela Oi'', afirma Cristiana.

Disputavam a vaga com Emília o professor da Unicamp, Márcio Wohlers, especialista em telecomunicações que participou da elaboração da Lei Geral de Telecomunicações ao qual contava com o apoio do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, e o superintendente de serviços privados da Anatel, Jarbas Valente, que tinha o apoio do presidente da agência, Ronaldo Sardenberg.

O assunto é tão importante que a Anatel já deixou claro que a decisão só poderá ser tomada quando o quadro de diretores estiver completo - são quatro diretores e o presidente. Neste momento, com quatro votantes, dois diretores se manifestaram pela possibilidade de compra da BrasilTelecom pela Oi e dois querem impor restrições à nova supertele que surgirá desta compra. O quinto nome, portanto, será o fiel da balança - é que decidirá se vai ou não haver restrições para a nova tele.

O preenchimento político das vagas nas agências reguladoras foi criticado pelo deputado Júlio Semeghini (PMDB-SP), que integra a Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara. Segundo ele, as nomeações têm de seguir critérios técnicos e não ter o objetivo político de lotear cargos.

Emília Ribeiro foi assessora do gabinete de José Sarney na presidência do Senado e continuou na gestão de Renan Calheiros. Além disso, foi assessora parlamentar de Paulo Renato de Souza quando ocupou o Ministério da Educação. Nos dois trabalhos, Emília fez amizades em vários partidos, inclusive no DEM. Ela tem pouca experiência no setor e seu conhecimento da área é por meio do Conselho Consultivo do qual é integrante, há cerca de dois anos. Não se tem notícia de formação da indicada na área de telefonia - embora já seja uma conselheira, sem direito a voto, da Anatel.

Por John Cutrim   johncutrim@hotmail.com

QUANDO SERÁ A PIZZA???

 

 

Este blog juntamente com o do Ricardo Santos segue com a pergunta que não quer calar:

Quando Roseana irá explicar suas relações com Zuleido Veras?



Escrito por John Cutrim às 01h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


REI DA MORDAÇA” NÃO CALARÁ O 'ÓRGÃO DAS MULTIDÕES'

 

 

O ‘rei da mordaça’, como o senador José Sarney é conhecido por tentar impor censura a jornalistas do Amapá e do Maranhão, não vai calar a boca daqueles que têm o compromisso de fazer uma imprensa livre, imparcial, ética, que luta para noticiar os fatos como realmente acontecem, a exemplo do que faz o Jornal Pequeno. Dessa forma, sentindo-se mais uma vez ameaçado, o ‘coronel subversivo’ José Sarney acaba de impetrar via Brasília, uma representação penal contra o jornalista Lourival Bogéa, diretor do JP, que já foi notificado para audiência na Superintendência da Polícia Federal, em São Luís.

 

Esse tipo de retaliação constante de Sarney é fruto do jornalismo combativo praticado pelo Jornal Pequeno durantes 57 anos, sempre denunciando (revelando) em suas páginas as velhas artimanhas e estratégias sórdidas que Sarney usou para benefício próprio em detrimento da população durante 40 anos, desmascarados todas as vezes sob a ótica de argumentos consistentes e verdadeiros.

 

Agora, mais uma vez, José Sarney aquele que diz batendo no peito sempre respeitar a liberdade de imprensa - “No momento em que o governo tem o poder de silenciar qualquer órgão de oposição, nesse momento eu passo a temer o que seja o conceito nesse país de democracia. “Sou radicalmente contra qualquer ação direta ou indireta para coibir a liberdade de imprensa ou para intimidar no sentido de estimular uma censura prévia “(De José Sarney, senador pelo PMDB-AP, sobre as ações movidas por fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus contra jornais e jornalistas, na Folha de S. Paulo) - tenta de todas as formas calar o veículo das multidões. A sociedade maranhense está atenta e não irá deixar um atentado à liberdade de expressão desses acontecer.

 

Por John Cutrim   johncutrim@hotmail.com

 

 

REPRESENTAÇÃO DE SARNEY REPERCUTE NACIONALMENTE

 

Jornal Pequeno - Charge da Edição 22,657></center></p></div><div id=

 

Os jornalistas Cláudio Humberto e Ucho Haddad (São Paulo) destacaram, ontem, em suas respectivas colunas online, a representação penal que o senador José Sarney move contra o diretor do Jornal Pequeno, Lourival Bogéa.

“Além de mover uma ação cível, com a qual pretende receber R$ 220 mil de indenização por “dano moral”, por causa de críticas à sua atuação política, o senador José Sarney (PMDB-AP) agora usa a superintendência regional da Polícia Federal em São Luís (MA) contra o diretor do Jornal Pequeno, Lourival Bogéa. O jornalista é filho de outro ex-processado por Sarney, José Ribamar Bogéa, fundador do Jornal Pequeno, que só foi absolvido quando o processo chegou ao Superior Tribunal de Justiça. A intimação para Lourival Bogéa depor na PF maranhense vem sendo considerada uma tentativa de constrangimento e intimidação ao jornalista que publica críticas à atuação do senador”, escreveu Cláudio Humberto.

 

Já Ucho Haddad, sob o título ‘Velhos tempos’, publicou: “Senador pelo PMDB do Amapá e ex-presidente da República, o maranhense José Sarney está sendo acusado de usar a Polícia Federal para intimidar o jornalista Lourival Bogéa, diretor do Jornal Pequeno. Filho do também jornalista José Ribamar Bogéa (fundador do Jornal Pequeno), Lourival é alvo de processo judicial em que o senador requer indenização por danos morais no valor de R$ 220 mil. Tudo porque Lourival Bogéa é um contundente e diário crítico da atuação política de Sarney. A intimação da Polícia Federal para Bogéa vem sendo considerada uma tentativa de constrangimento e intimidação ao jornalista”.

 

A nota de Ucho Haddad traz uma incorreção. O processo por danos morais é contra o Jornal Pequeno. Contra o jornalista Lourival, Sarney entrou com uma representação penal na Polícia Federal.

 

Do Jornal Pequeno de hoje

 

LOBÃO X GABRIELLI

 

O momento por que passa a Petrobras é, sabidamente, excepcional. A estatal anunciou que deverá dobrar sua produção até 2015, de 2 milhões para 4 milhões de barris de óleo por dia, informa o jornal O Estado de São Paulo. Analistas internacionais concordam que a empresa tem tudo para ser uma das maiores do mundo.

 

Diante disso, o bate-boca entre o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, é uma nota dissonante. Segundo o jornal O Globo, o ministro quer uma nova estatal para administrar os novos poços na camada pré-sal e acusou Gabrielli, que é contrário à idéia, de defender só os interesses da empresa.

 

Lobão se diz “defensor do povo brasileiro”. Em vez de trocar farpas pela imprensa, os dois bem que poderiam acertar as diferenças como bons executivos, numa mesa de reunião.

 

(Com informações de "O Filtro")

 

 

A ÉTICA DO IOGURTE

 

O recém-empossado senador Lobinho, acusado de sonegação: o passado não importa

 

O Senado Federal vem se notabilizando por algumas invenções inusitadas. No ano passado, ao manter por sete meses no comando da Casa o moralmente prejudicado Renan Calheiros, criou o "presidente-assombração": aquele que vaga pelos corredores e atormenta os vivos, mas não existe na realidade. Agora, ao lançar com foguetório e autolouvação um pacote supostamente destinado a elevar os padrões de conduta da instituição, inventou mais uma: a ética com prazo de validade, ou a ética iogurte. Na semana passada, os parlamentares aprovaram um projeto de resolução que determina o afastamento temporário, dos cargos de direção da Casa, de qualquer parlamentar acusado por denúncias aceitas no Conselho de Ética. O texto representaria um avanço – não fosse o fato de incluir uma emenda feita sob medida para proteger parlamentares encrencados com a Justiça. Pela emenda, o Conselho de Ética não poderá aceitar denúncias que se refiram a episódios ocorridos fora do exercício do mandato. Ou seja: um político ou aspirante à carreira pode cometer todos os crimes previstos no Código Penal, desde que o faça antes de ser eleito. Nesse caso, não será incomodado por seus pares.

 

A resolução beneficia diretamente parlamentares como o recém-empossado senador Edison Lobão Filho (DEM-MA), conhecido por seus muitos desencontros com a lei. Mesmo antes de assumir a vaga deixada pelo pai – Edison Lobão, nomeado ministro de Minas e Energia –, Lobinho já era acusado de ter negociado ilegalmente uma concessão de canal de televisão, de ter usado uma empregada doméstica como laranja e transferido a ela ações de uma empresa devedora de 42 milhões de reais ao Fisco.

 

Embora favoreça Lobinho, a emenda iogurte foi criada, na verdade, para beneficiar uma raposa: Renan Calheiros. Em outubro do ano passado, o projeto de resolução que acaba de passar no Senado estava ainda em discussão. Sua aprovação naquele momento significaria o afastamento imediato do supra-enrolado Renan. Para livrarem o alagoano, seus aliados impuseram como condição para a aprovação da resolução a inclusão da emenda iogurte, que foi apresentada pelo senador Romero Jucá (PMDB-RR), sempre ele. A manobra tinha uma razão: o uso de laranjas para a compra de emissoras de rádio, acusação que ameaçava Renan, ocorrera em 1998. Embora ele já fosse senador naquele ano, seu mandato era anterior ao atual. Sim, porque a ética com prazo de validade inventada por Jucá e aprovada pelo Senado não livra os parlamentares apenas de acusações referentes ao período anterior à sua eleição, mas também os imuniza contra denúncias feitas na vigência de mandatos anteriores. Raposas, lobinhos e gaviões, portanto, podem respirar aliviados: no Senado Federal, ninguém tem um passado que o condena.

 

Revista Veja



Escrito por John Cutrim às 12h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


SARNEY E O ''PUTEIRO A CÉU ABERTO'' NO MARANHÃO

Por John Cutrim

 

 

 

 

 

 

 

O jornalista e apresentador do programa humorístico CQC da Band(vai ao ar todas as segundas-feiras á partir das 22h), Marcelo Tas, não deixou de tirar sua ''casquinha'' sobre o episódio que envolveu o prefeito de Turiaçu, Umbelino Ribeiro (PV). O incidente ocorrido com o prefeito registrado por meio de um vídeo no Youtube, repercutida em matéria especial do JP, mostrou a farra dele e de seus amiguinhos em uma 'festinha' que ocorreu na cidade ano passado, onde regada á situações de muita bebida, cenas degradantes de beijos, agarramentos e gestos libidinosos, gerou revolta por parte da sociedade maranhense. Em cima disso, aproveitando-se da declaração que deu o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) essa semana de que Fortaleza era um 'puteiro a céu aberto' e de que Umbelino faz parte do grupo político do clã Sarney, Tas saiu-se com essa em seu blogue:

'É uma história brasileira que talvez choque até Ciro Gomes. Mostra claramente que o puteiro da política nacional é bem mais nefasto que o das mocinhas de vida fácil nas ruas de Fortaleza. Elas, pelo menos, estão trabalhando para sustento próprio e de suas famílias. Já os políticos, como sempre, estão sugando recursos públicos e rindo da nossa cara. Vamos aguardar. É bem provável que, com sua habitual cara-de-pau, o senador José Sarney siga o exemplo de Ciro e se pronuncie sobre o 'puteiro a céu aberto' no Maranhão. ''

Com certeza é bem improvável, quase impossível a hipótese de Sarney se pronunciar sobre o fato; primeiro por que Sarney é um exemplo típico de político ambíguo, depende da necessidade e do proveito que lhe pode ter da situação, sobreviveu politicamente esses anos todos por estar em cima do muro sempre a apoiar quem está no poder em troca de suas benesses; em segundo o senador não se manifestaria em defender o indefensável, pois sabe bem que o Maranhão foi um puteiro a céu aberto que ele (dês)mandou durante nefastos 40 anos de oligarquia.



Escrito por John Cutrim às 01h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


NEGÓCIO SOB SUSPEITA

 

A disputa político-partidária no setor de energia não vem de agora, principalmente quando se trata de ‘apadrinhados’ do senador José Sarney. Verdadeiro “coronel do loteamento energético brasileiro”, Sarney usou de chantagem com o presidente Lula para indicar o senador Edison Lobão para o Ministério de Minas e Energia, ameaçando tirar licença no Senado, junto com a filha Roseana, ao saber que Lula tendia pela nomeação de um indicado da ministra Dilma Roussef.

 

Agora, descobriu-se que tramita na 15ª Vara Federal, em Brasília, um processo de execução que coloca sob suspeita operações realizadas pelo Grupo Rede na gestão do executivo presidente da Associação Brasileira das Concessionárias de Energia Elétrica (ABCE), Evandro Coura, indicado na época pelo ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e pelo senador José Sarney para ser presidente da cobiçada Eletrobrás. Dez empresas do grupo compraram em 2003 parte dos direitos de recebimento de uma suposta indenização que uma usina falida de cana-de-açúcar de Alagoas cobra da União na Justiça desde 1989. A última conta apresentada pelos advogados da usina é de R$ 701 milhões.

 

A juíza da 15ª Vara, Emília Maria Velano, avisou que a Usina Ouricuri não conseguiu provar ainda que o governo lhe deve algum valor e que o negócio feito pelo Grupo Rede não tem validade. Na decisão, a juíza determina que o Ministério Público Federal seja avisado para apurar as suspeitas de fraude praticada pela usina contra seus credores durante o processo de falência, por ter vendido os possíveis direitos sobre a indenização, e a eventual compensação irregular de tributos pelo Grupo Rede na Receita Federal.

 

Por John Cutrim

 

 

O USO DA PALAVRA EM DESUSO

 

Vejam só, o colunista Francisco Marcos, o Pancho do p&p, ao ler um livro elaborado por um filósofo português, recorreu ao dicionário para uma ou outra palavra e, qual não foi sua surpresa?

Francisco Marcos descobriu um substantivo que quase não usamos no Brasil, mas que pode esclarecer algo importante.

 

A palavra "maranhão", substantivo masculino, que significa mentira bem engendrada.

 

E questiona: Não estaria aí a explicação principal do valor dos Sarneys?

 

Do Blogue Prosa e Política

 

 

MINISTRO DO TSE MANTÉM CASSAÇÃO DO TEMPO DE PROPAGANDA DO PMDB NO MARANHÃO POR TER FAVORECIDO ROSEANA NAS ELEIÇÕES

 

 

O ministro Marcelo Ribeiro, do Tribunal Superior Eleitoral, TSE, manteve a cassação parcial – menos dois minutos - do tempo de transmissão da propaganda partidária do PMDB no Maranhão. O partido foi acusado de ter favorecido em propaganda eleitoral a então pré-candidata ao governo do estado, Roseana Sarney, nas eleições de 2006 quando na época ela ainda estava no antigo PFL (atual DEM).

 

Em primeira instância, foi deferida liminar para suspender a retransmissão da propaganda e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), no mérito, confirmou a liminar. Sustentou que a utilização do tempo destinado a propaganda partidária para promoção de pré-candidata filiada a outra agremiação é irregular e que o uso indevido do tempo deve ser descontado nas inserções programadas para o semestre seguinte.

 

No Agravo de Instrumento (AG 7996), o ministro Marcelo Ribeiro considerou acertada a decisão do Tribunal Regional, que aplicou o princípio da proporcionalidade, descontando dois minutos do tempo de transmissão da propaganda partidária no semestre seguinte, “sendo a sanção proporcional à gravidade e à extensão da falta, dando-se o julgamento do mérito em 6 de julho de 2006”.

 

De acordo com o ministro, a jurisprudência do TSE é no sentido de que se deve aplicar a proporcionalidade na perda do tempo de transmissão, caso o julgamento seja antes do decurso do semestre seguinte.

 

Essa não é a primeira vez que o TSE multa Roseana por propaganda irregular. O Tribunal através do ministro Caputo Bastos recentemente confirmou punição semelhante em outro caso quando ela (Roseana) juntamente com seu irmão, o deputado José Sarney Filho (PV-MA) e a Gráfica Escolar, responsável pela impressão do jornal O Estado do Maranhão, foram denunciados pelo Ministério Público Eleitoral no Maranhão por distribuir, entre seus cadernos, um boletim informativo com fotografias dos filhos do senador José Sarney (PMDB-AP) demonstrando propaganda eleitoral antecipada.

 

John Cutrim com informações da assessoria

 

 Sarney um "cacique exitoso"

O senador José Sarney (PMDB-AP) conversa com a filha, a senadora Roseana Sarney (PMDB-MA)

Com essa declaração concedida ao jornalista Cláudio Leal durante uma entrevista à revista Terra Magazine, o historiador Marco Antonio Villa, professor do departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Carlos, analisa a trajetória de Sarney e defende que uma das características de sua força política - regional e nacionalmente - é o jogo minimalista travado pelo poder local com o central.

 

Villa é conhecido por ser protagonista de um discurso polêmico sustentado apartir de uma permanente crítica às influências do coronelismo na esfera federal. Sobre a recente indicação de Edison Lobão para o ministério de Minas e Energia, o historiador comenta com ironia: “Parece que o Sarney tem uma vocação pro setor elétrico. Ele sabe, no máximo, como nós, acender e apagar o interruptor; Eu gostaria que alguém chegasse pro Sarney e perguntasse por que ele tem tanto interesse no setor elétrico, se ele gostaria de ter sido engenheiro elétrico.....”

 

Mais adiante quando o assunto foi a filha do ex-presidente, senadora Roseana Sarney, líder do governo no congresso, Marco Antonio confessa ter o seguinte desejo: “Eu até brinco: não consegui em 2007 ver, mas em 2008 meu sonho de consumo político é vê-la (Roseana) falar no plenário ou num debate. Até hoje, nunca vi - e assisto a TV Senado. Eu nunca a vi participar de um debate político!”

 

Segundo analisa Villa, a relação entre José Sarney e o presidente Lula guarda pragmatismo de ambos os lados. Lula atenuou a imagem negativa entre os conservadores; Sarney reformulou a aliança nacional para controlar o poder local, ainda que seu grupo tenha perdido o governo do Maranhão.Ele precisava estabelecer outras alianças no plano nacional uma vez que sabia que a candidatura Lula no Maranhão era forte, por causa da representação simbólica de Lula em 2002. Nesse conjunto de interesses recíprocos, Lula-Sarney, Sarney-Lula, é que ele estabeleceu essa sólida aliança que o Lula faz questão de ressaltar a todo momento - com a presença de Sarney, inclusive, na campanha de 2006, abandonando Jackson Lago (PDT).

 

Para ele, Sarney consegue vender um apoio maior do que ele tem, uma influência que é muito superior à que detem no Congresso, isto é, uma forte influência nacional sendo uma das mais longevas presenças políticas da República... “Sarney é hoje o cacique mais exitoso da política brasileira, em termos de longevidade”

 

Por John Cutrim



Escrito por John Cutrim às 13h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


SARNEY ATACA NOVAMENTE

A vítima dessa vez do rei da mordaça foi o jornalista Corrêa Neto do Amapá   

 

O jornalista Corrêa Neto recebeu, nesta terça-feira, 10, mais uma citação do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá para pagar R$ 29.900,35. Com isso, Corrêa ultrapassa os R$ 900 mil em dívidas referentes às ações movidas pelo advogado do senador José Sarney (PMDB-AP), nas quais, o jornalista foi condenado pelo TRE. Corrêa jura que não tem recursos nem bens, nem expostos nem escondidos, como muitos políticos têm. Com o título “Sarney não perde uma”, Corrêa Neto comenta o seguinte em seu blogue:

 

"Recebi hoje mais uma citação do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, essa para pagar R$ 29.900,35 (vinte e nove mil novecentos reais e trinta e cinco centavos). Com isso ultrapasso os R$ 900 mil em dívidas referentes às ações movidas pelo advogado do senador José Sarney, nas quais fui condenado pelo próprio TRE. Juro que não tenho dinheiro nem bens, nem expostos nem escondidos, como muitos políticos têm. Vou ficar devendo. Só quero lembrar da situação dos juizes que condenam com tanta facilidade, quando o interessado na condenação é um político que nem o Sarney. Ainda bem que eles têm muito tempo para pensar no assunto", disse Corrêa Neto.

 

Durante a campanha eleitoral do ano passado, o senador José Sarney tentou de todas as formas calar os jornalistas amapaenses. Moveu mais de cem ações contra jornalistas, blogs, jornais e programas de rádio no Amapá. E ganhou todas no TRE. As multas que o TRE-AP aplicou a Jornalista Alcinéia Cavalcante por causa de Sarney, acrescidos os juros, já chegam a dois milhões de reais. Mais recentemente o ex-presidente da república ingressou na Justiça de Brasília com uma ação por danos morais contra o Jornal Pequeno pedindo uma indenização no valor de R$ 220 mil. Enquanto isso há 139 dias um processo de cassação contra Sarney está retido na Procuradoria Geral Eleitoral (PGR). Impetrado pelo candidato derrotado a vice-governador no Amapá, Joel Cilião, já foi duas vezes para a PGE. Chegou dia 19 de outubro e foi despachado no dia 07 de novembro do ano passado e desde então permanece ali parado.  Por John Cutrim 

ROSEANA COPIA ESTRATÉGIA DE JOSÉ REINALDO

A Senadora Hello Kitty resolveu adotar a mesma estratégia do ex-governador José Reinaldo durante as eleições de 2006 para o governo do Estado, a chamada frente de libertação do Maranhão que elegeu Jackson Lago governador.Roseana Sarney, com o escopo de levar um dos candidatos do seu grupo para o segundo turno das eleições de prefeito de São Luís, deve lançar quatro possíveis candidatos para a sucessão de Tadeu Palácio: Gastão Vieira (PMDB), Raimundo Cutrim (DEM), Pedro Fernandes (PTB) e Costa Ferreira (PSC).A notícia foi dada essa semana pelo jornal amilhado da família onde o título não poderia ser outro: Roseana Sarney prevê vitória dos aliados. Segundo afirmou senadora pipoca em seu jornal, em São Luís, a estratégia de lançar vários candidatos do seu grupo é uma forma de garantir o segundo turno. “Nosso grupo certamente estará no segundo turno, com amplas chances de vitória”.

Não sei de que forma precisa posso descrever essa declaração de Roseana, talvez defina como trágica se não fosse cômica. Em primeiro lugar não é de se estranhar ela copiando(plagiando) algo ou alguma coisa de alguém devida tanta a sua falta de capacidade,fato comprovado tendo em vista os apelidos que foi lhe conferido, como por exemplo Helo Kitty,Pipoca, etc. e o caso da campanha do discurse sem o papel. Em segundo lugar, ela só pode está tendo uma crise ou surto exarcebado de devaneios ao dizer que seu grupo no segundo turno das eleições terá iminentes chances de vitória.

Ao analisar o cenário político das eleições para prefeito de São Luís,podemos observar que a conjuntura é totalmente desfavorável aos candidatos do grupo Sarney, uma vez que o nome que dentre os quatro que melhor aparece colocado nas pesquisas é o do ex-secretário de segurança Raimundo Cutrim,ao qual tenta focar em comparações vazias fazendo duras críticas ao sistema de segurança pública do Estado, apresentando estatísticas segundo as quais a criminalidade, na época do governo de Roseana Sarney, teria menos índices no Maranhão, tudo isso sustentado num discurso ensaiado patrocinado pelo Sistema Mirante São falácias, apenas falácias de um abitolado Cutrim que se atrapalha todo quando o discurso decorado não é o quesito segurança.

Portanto, acho que alguém precisaria alertar para senadora “líder” do governo Lula (de líder não tem nada) ser um pouquinho mais criativa, pois se depender de seus inócuos candidatos e de suas nadas majestosas estratégias - vide eleições 2006 - vai ser mais fácil do que se imagina pra frente levar essa novamente e aniquilar o sarneisismo de vez.Aqui vai uma sugestão minha: Por que Roseana também não entra na disputa, afinal se a senadora é tão querida, como se acha entre a população ludovicence e respaldada por suas famosas 'pesquisas', certamente não teria nenhum problema para derrotar José Reinaldo ou qualquer outro candidato da Frente de Libertação numa disputa rumo ao palácio La Ravardiere.  Por John Cutrim

VIDA LONGA

Ah não poderia deixar de dar os parabéns ao querido e majestoso Jornal Pequeno, principalmente faço questão de ressaltar minhas felitações aos ilustríssimos membros da equipe que compõem o JP, como o saudoso Zé Pequeno José Ribamar Bógea, dona Hilda Bógea,Gutenberg,Josilda,Luiz Antonio e Ribamar Bógea Filho e, em especial claro, ao nobre Lourival Bógea por quem tenho tamanha admiração,sendo uma das grandes pessoas responsáveis pela trajetória de sucesso,credibilidade e compromisso com a informação durante esses 57 anos de existência.Me estendo também a todos os excelentes jornalistas e colunistas que fazem parte do mesmo.

A DIFERENÇA CULTURAL ENTRE OS GOVERNOS DA SENADORA BOEIRA ROSEANA SARNEY E DE JACKSON LAGO

 

Paulo Pellegrine(coordenador de Núcleos da Rádio Universidade FM,Produtor,Jornalista-Ufma) falou aos blogueiros Ricardo Santos e John Cutrim 

 

Ela (Roseana Sarney), que mesmo estando de licença médica no senado federal, era vista constantemente em terreiros de bumba - bois. No seu governo, não abriu para projetos e investimentos nessa área. Jackson Lago,ao contrário, abriu para projetos e investimentos na área da cultura desde a época que estava ainda na prefeitura, mas, ainda se nota que é preciso mudar a mentalidade dos donos de brincadeiras de bois, que teimam ser clientes do estado...Era bastante visível no governo de Roseana Sarney, algumas brincadeiras eram favorecidas, enquanto outras esquecidas.

 

Antes de tudo, é importante ressaltar que o setor cultural, deve ser mantido com iniciativas próprias. O estado tem é que incentivar, e não dar dinheiro. Dinheiro público é para ser gasto em saúde, educação e segurança.

Já que não é dever do governo, dar dinheiro para grupos de bumba boi, deveria assim então, dar incentivos, para que grupos privados assumam esse importante setor, que atrai divisas e gera rendas, através do turismo. É assim, que é feito em outros paises, a cultura é bancada com a venda de entradas dos shows, e a venda de CDS E DVDS dos grupos culturais.

Dinheiro atrai votos, existem reclamações de donos de brincadeiras, que não são valorizados, e outros super valorizados. Isso, era bastante visível no governo de Roseana Sarney, algumas brincadeiras eram favorecidas, enquanto outras esquecidas. O caso do Boi Barrica no São João (fez várias viagens internacionais), e o Bicho Terra no carnaval de rua ( atração do carnaval fora de época da senadora, o Marafolia).

Ela (Roseana Sarney), que mesmo estando de licença médica no senado federal, era vista constantemente em terreiros de bumba - bois. No seu governo, não abriu para projetos e investimentos nessa área. Jackson Lago,ao contrário, abriu para projetos e investimentos na área da cultura desde a época que estava ainda na prefeitura, mas, ainda se nota que é preciso mudar a mentalidade dos donos de brincadeiras de bois, que teimam ser clientes do estado.

Antigamente, os grupos de bois lançavam anualmente toadas novas, (toadas: musicas com um tema da brincadeira),hoje em dia, muitos que cantam em bois no São João, são os mesmos que cantam nas escolas de samba no período do carnaval, cito o exemplo do Boi Pirilampo e Favela do Samba são o mesmo grupo.

Sobre preservar as origens primitivas, o bumba boi não poderia preservar alguns costumes à risca, pois são passados de pai para filhos, e é inevitável esse desgaste, face às mudanças da tecnologia em razão do tempo.

Paulo acrescenta ainda, que a Rádio Universidade toca 70% de músicas nacionais, incluindo aí a música maranhense, incentivando assim a difusão da nossa cultura.



Escrito por John Cutrim às 17h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Jornal Pequeno - O Órgão das Multidões

Informe JP-Caindo a Máscara

Vejam só que absurdo! Representantes da nossa democracia, baluartes do ‘Estado de Direito’ vigente no Brasil já não são mais respeitados como antes. Tem um grupo de autoridades preocupado com sua reputação depois que soube da possibilidade de aplicação de dinheiro público em filmes que retratem alguns ex-presidentes em situação, digamos, desconfortável.

 

Em um filme produzido pelo diretor de cinema José Eduardo Belmonte, assaltantes armados cometem crimes e assaltos utilizando máscaras de José Sarney, Fernando Collor de Mello e FHC. Sarney (1985-90), que foi acusado dos maiores desvios e roubos já praticados na Presidência da República, teve pedido de impeachment arquivado pelo então pefelista Inocêncio Oliveira, ao assumir interinamente a Presidência da Câmara dos Deputados (1988), cujo titular era Ibsen Pinheiro.

 

Collor (1990-92), afastado por impeachment, viu todos os processos a que respondia serem arquivados no STF - Supremo Tribunal Federal -, ficando o dito pelo não dito.

 

Nos EUA, em 1991, foi rodado um filme estrelando Keanu Reeves e Patrick Swayze, Caçadores de Emoção (Point Break), retratando uma gangue de ladrões de bancos que se autodenomina ‘Os ex-presidentes’. Seria interessante também fazer um filme aqui do Maranhão onde retratasse a realidade de nosso povo sofrido mostrando todas as mazelas e misérias provocadas pela oligarquia Sarney durante 40 anos de desmando no estado, mas contudo claro, sem o uso da máscara.

 

Por John Cutrim

 

O LULA X SARNEY DE ANTES E O LULA PAZ AMOR SARNEY DE HOJE


De acordo com um artigo publicado pela Gazeta Mercantil no último dia 8 de maio de 2008 intitulado “A procissão dos inimigos íntimos” o autor do texto faz um relato bombástico da visão radical que tinha o intempestivo presidente Lula dos seus antes inimigos mortais, hoje mais do que nuca amigos íntimos, tendo citado a exemplo o senador amapaense José Sarney, no qual segundo afirma o texto Lula o teria chamado de trombadinha e ladrão no passado e hoje o mesmo Sarney entra sem bater no gabinete de Lula.

O autor do artigo faz uma descrição precisa da mudança drástica do pensamento Lulista de antes e depois acerca do ex-presidente José Sarney, explanando os porquês da diferença de concepção de Lula ocasionado principalmente quando este chega ao poder nas eleições de 2002. Confira logo abaixo alguns dos trechos mais contundentes do artigo que comprovam Sarney sendo duramente hostilizado por Lula no passado.

Se o País fosse sério, rugia o Lula do fim dos anos 80, estariam todos numa prisão de segurança máxima. As celas hospedariam tanto os integrantes da bancada dos picaretas ('uns 300', recenseara pouco depois do desembarque no Congresso) quanto o então presidente José Sarney.'Ademar de Barros e Paulo Maluf poderiam ser ladrão, mas eles eram trombadinha perto do grande ladrão que é o governante da Nova República, perto dos assaltos que faz', garantiu em setembro de 1987, num improviso em Aracaju, o exterminador de inimigos e plurais.

O senador José Sarney hoje entra sem bater no gabinete de Lula. É recebido com demonstrações de afeto que colidem estrondosamente com o palavrório de Aracaju.

Em 1987, o chefe do PT(Lula) acusou 'o impostor que chegou à Presidência depois de assaltar o poder' de andar inventando canteiros de obras para ampliar a fortuna da família. 'A ferrovia Norte–Sul só serve para isso', exemplificou o Lula do século passado. Seria desmentido pelo Lula do terceiro milênio. 'Este projeto é importantíssimo para o desenvolvimento regional', corrigiu o chefe de governo na discurseira que festejou a retomada das obras da ferrovia. Sarney, convidado de honra, sorriu.  

ROSEANA SARNEY E SEU PAI SÃO MOTIVOS DE DEBOCHE EM CONCURSO PÚBLICO

Durante Concurso Público da Prefeitura Municipal de Viturino Freire realizado ano passado na cidade, foi aplicado um teste com questões que envolviam figuras do universo político maranhense em situações vexatórias ou hilárias.Dentre essas figuras, aparece citada em uma das perguntas da prova  a senadora  Roseana Sarney Hello Kitty Fantasminha sendo  exposta ao senso do ridículo ,a tal ponto de criar galinhas depois de ter perdido a eleição.Já com seu pai também não foi diferente, em outra questão o senador José Sarney teria decidido ir de jumento para o Amapá, mas depois desiste e decide ir de jegue somente até o aeroporto.

Veja abaixo algumas questões da suposta prova aplicada em Vitorino Freire.

“Roseana Sarney perdeu a eleição e se dedica agora a criar galinhas. Ela tem 11 dezenas de poedeiras que bota cada uma duas dúzias de ovos por mês. Quantos ovos tem Roseana para vender a cada dois meses?” (sic)

O senador José Sarney, triste porque sua filha perdeu a eleição no Maranhão, decidiu voltar para o Amapá de jegue, de jumento. Como viu que ia demorar bastante, decidiu ir de jegue só até o Aeroporto Marechal Cunha Machado. Sai da casa da sua filha às 10h20 (...)” e pergunta quanto tempo demora o senador do Amapá para chegar ao aeroporto? (sic)

Por John Cutrim 

Nova investida de Sarney

 

De acordo com o Correio Brasiliense a cúpula do PMDB se reuniu na casa do senador José Sarney (PMDB-AP) para delinear a ofensiva em busca dos cargos na área de energia que ainda não foram entregues ao partido. A sensação dos peemedebistas é a de que o governo deu um freio nas nomeações do setor elétrico.

Com a demora, a turma da Câmara cresceu os olhos sobre os cargos de Eletronorte, Eletrosul, diretorias de Furnas e até mesmo da Transpetro.

 

JÁ ESTÁ NAS BANCAS A REVISTA NOSSA IMPRENSA

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM LOURIVAL BOGÉA DO JORNAL PEQUENO

 

 

A revista NOSSA IMPRENSA já está nas bancas. Tem como Diretor Geral Coelho Neto; editora Danielle Limeira (Raimundo Martins, in memorian); Chefe de Reportagem, Ciro Nolasco; Redação: Danielle Limeira, Ludmila Matos, Emerson Marinho, Fernando Matos; Revisão, Bioque Mesito; Diretor Comercial, Ribamar Alves; Editoração e Projeto Gráfico, Santos; Colaboradores, Sebastião Jorge, Benedito Buzar, Maurício Azedo, Élida Brandão, Pedro Canto, Suellen Camilo, Keyla Melo, Juliana Lobo; Secretária, Jacira Valois. A edição de capa traz como manchete “Retrato da Mídia Impressa Brasileira por três jornalistas: Hélio Fernandes, Otávio Frias Filho e Lourival Bogéa”.

 

LOURIVAL BOGÉA, DIRETOR DO JORNAL PEQUENO E JORNALISMO DE COMBATE

 

 

O jornalista Lourival Bogéa é o Diretor Geral do Jornal Pequeno há cerca de 25 anos em substituição ao seu pai Ribamar Bogéa, fundador mdo JP há 55 anos. Discreto, homem de poucas palavras, introspectivo, ele conversa um pouco mais quando se encontra em uma roda de amigos de  muita confiança, geralmente ex-colegas de infância e faculdade. Ele solta o verbo com desenvoltura quando escreve. Desde criança, sempre respirou e viveu o jornalismo que aprendeu no dia a dia com o pai e no curso de Comunicação Social da Ufma, onde se formou. Como diretor do jornal, Lourival fez transformações marcantes: mudou o sistema de impressão de tipográfico para off set, a linha editorial policial foi transformada em mais informativa, e se engajou no processo político, fazendo do JP um veículo de combate frontal ao grupo do senador José Sarney. Para entender o que se passa na cabeça do Diretor do Jornal Pequeno, como são tomadas as decisões dentro da empresa, por que combate tanto o sarneisismo, NOSSA IMPRENSA escalou o jornalista Coelho Neto para entrevistá-lo. Leia a íntegra da entrevista a seguir;

 

LEIA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA CLICANDO AQUI:

 



Escrito por John Cutrim às 16h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ELEIÇÕES: TADEU PALÁCIO AGORA FALA EM UNIÃO PODENDO APOIAR ZÉ REINALDO OU CASTELO

Tadeu Palácio informou que irá lançar um candidato à sua sucessão capaz de unir todos os partidos que estiveram nos palanques de Jackson Lago, Edson Vidigal e Aderson Lago, na campanha que resultou na derrota do Sarneysmo no Maranhão.

 

Ao participar, sábado à noite, na Fábrica de Eventos, no bairro do Olho d´Água, da festa dos 30 anos de fundação da Associação Maranhense de Supermercados – Amasp, onde foi distinguido com o diploma de Supermercadista de Destaque, o prefeito Tadeu Palácio informou que irá lançar um candidato à sua sucessão capaz de unir todos os partidos que estiveram nos palanques de Jackson Lago, Edson Vidigal e Aderson Lago, na campanha que resultou na derrota do Sarneysmo no Maranhão.

 

Segundo Tadeu Palácio, o lançamento de qualquer nome agora é precipitação, porque mais do que pessoas o importante neste momento é definir um projeto político de unidade dos partidos que se juntaram em 2006 por uma causa maior. “Eu não sou mágico, nem tenho cartola de onde possa tirar um coelho, mas no momento certo vou apresentar o nome que será capaz de unir PDT, PT, PC do B, PSDB, PSB e todos os demais partidos que ajudaram a eleger Jackson Lago”, disse, desconversando quando indagado se esse nome poderia ser o do ex-deputado João Castelo, do ex-governador José Reinaldo Tavares ou até mesmo dos seus secretários Clodomir Paz e Canindé Barros, todos apontados como prováveis candidatos a lhe suceder. (Aquiles Emir, de O IMPARCIAL)

 

BLOGUEIROS ASSOCIADOS DO SISTEMA MENTIRA CRIAM FACTÓIDE TEMENDO FRENTE COM ZÉ REINALDO

 

Os blogueiros de aluguel a serviço do esquema Sarney voltaram a ficar ouriçados com a possibilidade de o ex-governador José Reinaldo se lançar candidato a prefeito de São Luís. Andaram espalhando aos quatro cantos da cidade que o pessebista teria tomado um possível não de Jackson a um eventual apoio em torno de sua candidatura ao cargo de prefeito da capital. A notícia mesmo que sendo falsa e plantada pelo blogoiola associado a mando de seus patrões (prática comum desse sistema amilhado) soa como uma ameaça forte para o grupo Sarney uma vez que, reeditada a frente de libertação ou senão parte dela, as suas reais chances de vitória contra a mesma seriam pratica e inelutavelmente remota ou mesmo nula. Todos sabem que foi Zé Reinaldo o homem que montou toda a estratégia da chamada frente de libertação onde vários partidos e políticos se uniram em torno de um só objetivo que era derrotar a oligarquia Sarney que perdurava durante 40 anos no Estado. Sendo ele o mentor intelectual responsável pela eleição do governador Jackson Lago, por mais que ainda alguns não queiram admitir Zé Reinaldo ainda é tido hoje como a principal ameaça a qualquer tipo de pretensões políticas do grupo Sarneysita, ainda mais sendo articulada novamente a frente. Pois bem, eles sabendo dessa iminente ameaça os lacaios de plantão do grupelho do outro lado da ponte já começaram a fazer o habitual terrorismo em torno do assunto, tentando frustadamente de todas as formas possíveis e impossíveis “intrigarem” litigiosamente entre si o grupo da base governista.

 

Diante desses fatos verdadeiros e indiscutíveis que desmontam mais uma vez o discurso mentiroso do "sistema” (qual será a próxima invenção para enganar o povo?) a verdade é que quanto mais torcem contra o ex-governador José Reinaldo Tavares, mais os sarneysistas se afundam em seu mar de ódio e mentiras, aumentando ainda mais a antipatia e o desprezo que despertam no povo.

Por John Cutrim

 

 

DIREITO DE RESPOSTA




 

 

 

 

 

 

 

Jornalista John Cutrim

 

Solicito como direito de resposta a publicação do seguinte:

 

Como já lhe disse em outra oportunidade, considero impróprio e até indigno, além de obviamente ilegal, publicar manifestações de leitores que se protegem no anonimato para ofender geralmente da maneira mais canalha e leviana. Por um lado, porque estimula a atuação de desonestos e pusilânimes de um modo geral. Por outro, porque faz parecer que por trás da máscara está o próprio editor.

No meu blogue, www.walter-rodrigues.jor.br , rechaço energicamente esse tipo de comportamento. Debate livre e sem preconceitos, sim, mas entre iguais: pessoas livres, sinceras e honradas. Embuçados, medrosos, difamadores sem escrúpulo e anônimos que vão procurar a turma deles.

Digo isso a propósito do que você publicou contra aí contra mim, há uns dez dias ou mais. Quando soube, agora, com bastante atraso, minha primeira reação foi pensar mal de você (o que ainda continua ocorrendo, mas pelo motivo expresso na primeira linha desta carta). Só mudei de idéia quando, com ajuda de um amigo, identifiquei para além de qualquer dúvida aquela que usa o pseudônimo de “Sua Leitora”.

Trata-se de Maria José, vulgo “Mazé”, pessoa ainda jovem, mas já curtida nas malandragens que tão facilmente aprendem os que parecem não ter vocação para mais nada. Resumem-se no rastejar aos pés de quem lhes dá emprego imerecido e no morder como cão ou cadela a qualquer que lhes pareça hostil ao dono. 

Não preciso lembrar que esses pobres animais muitas vezes se enganam, de tal modo que, às vezes, quando mais pensam estar ajudando, lá vem o dono que lhes senta o pontapé no traseiro. É o que mais cedo ou mais tarde fará o secretário da Cultura, Joãozinho Ribeiro, se antes não for contaminado pelo vírus da sinofilia mórbida, ou mal de Magri, a doença que faz pensar que cachorro também é ser humano.

Outrora dei alguma atenção a Mazé porque se dizia apaixonada por mim (está aí o jornalista Ed Wilson que não me deixa mentir). Mas logo achei que esse amor não correspondido me saía muito caro, incluíndo no orçamento o castigo de ter que revisar os textos indigentes que me encaminhava, especialmente para escoimá-los de excessos interesseiros e bajulatórios. Já então dirigidos ao nosso Joãozinho.

Salvo engano, o jornalista Roberto Kennard viveu experiência semelhante no “Diário da Manhã”, de tal modo que considera Mazé uma das piores passagens de sua vida de editor e boêmio.

Não vou replicar uma a uma às indecências de Mazé. Ela mesmo, ao esquivar-se da assinatura, confessou o quanto valem e indicou que não merecem resposta. Apenas me pergunto se Joãozinho Ribeiro, a quem critico quando me parece justo, mas a quem — até prova em contrário — ainda tenho na conta de homem de bem, aprecia esse tipo de molecagem prostituída. Para mim seria uma grande surpresa se a resposta fosse sim, pois me lembro bem de uma conversa que travamos na esquina do antigo Hotel Central, coisa de um ano atrás, na qual o próprio Joãozinho manifestou-se em termos muito veementes contra puxa-sacos e assemelhados.

Quanto a você, sugiro que daqui por diante exija de seus leitores, homens e mulheres, o mínimo de respeito e dignidade, atento também à proibição constitucional do anonimato.  Afinal, se "Sua Leitora Maria José" tem algo a dizer contra mim ou contra quem quer que seja, que pelo menos o faça assinando, e não escondendo as fuças debaixo da saia. 30/3/08

 

Atenciosamente,

Walter Rodrigues

 

Achou o fato bizarro? No mundo que a gente vive? Que é isso! Poderia ter coisa mais estranha ainda:



Escrito por John Cutrim às 02h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


JOSÉ SARNEY SALVA BANQUEIRO DE TER MANSÃO PENHORADA

ELE COMO SEMPRE AO LADO DOS ENDINHEIRADOS

 

 

 

Após intervenção do senador, oposicionistas desistem de derrubar veto de Lula que beneficia Edemar Cid Ferreira, ex-dono do falido Banco Santos

 

 O que o blogue já tinha antecipado há cerca mais de um mês(veja postagem mais antigas) se concretizou com a reportagem do site Congresso em Foco.O Senador Bigodon ganhou mais uma batalha com seu jogo político de artimanhas e chantagens - digno de um político que é mestre nessa arte poderíamos dizer assim - e o resultado como era de esperar dessa vez foi mais escabroso ainda, colocou os interesses pessoais acima da ética política beneficiando seu amigo banqueiro Cid Ferreira do Banco Santos rejeitando um veto no Senado. Acompanhe matéria abaixo explicando todo o caso:

 

Fiel ao seu estilo discreto e persuasivo, o senador José Sarney (PMDB-AP) articulou nos bastidores e convenceu a oposição a manter o veto presidencial que beneficia diretamente o seu amigo Edemar Cid Ferreira, ex-controlador do Banco Santos, que sofreu intervenção do Banco Central em novembro de 2004 e deixou um rombo de R$ 2,3 bilhões aos seus clientes e credores. Votando secretamente na quinta-feira, 27, os oposicionistas desistiram de sua idéia inicial de derrubar um veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a um dos dispositivos da Lei 11.328/06, que facilitaria as cobranças judiciais por meio de penhora de imóveis de luxo e de altos salários. A manutenção do veto de Lula favoreceu a Edemar Cid Ferreira porque ele está às voltas com uma tentativa de penhora de sua mansão, avaliada em R$ 50 milhões, em São Paulo.

 

Sarney nega a interferência em favor do amigo, mas, logo após a publicação de uma reportagem sobre o assunto, este mês, no site Congresso em Foco, procurou o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) – um dos oposicionistas ouvidos pelo site, que anunciou que iria propor a derrubada do veto de Lula. Sarney conseguiu convencer o senador paranaense e a bancada tucana a desistirem da idéia.

 

Pelo telefone – Na sexta-feira, ao ser questionado pela reportagem do Congresso em Foco sobre o apoio da oposição à manutenção do veto, Alvaro Dias confirmou que chegou a receber uma ligação e um e-mail de José Sarney, contestando as declarações prestadas pelo tucano ao site. Segundo o vice-líder do PSDB, o peemedebista enviou as justificativas dadas pelo Palácio do Planalto para o veto e afirmou que nada tinha a ver com a derrubada do artigo, que acabou favorecendo, entre outros, o ex-dono do Banco Santos.

 

“É intrigante o governo vetar um projeto do próprio governo. Apenas isso coloca o governo sob suspeita. O veto deve ter tido endereço certo. Vamos trabalhar para derrubá-lo”, disse ao site Alvaro Dias no início do mês. Na sexta, depois de confirmar que foi mesmo procurado por Sarney, o tucano evitou comentar o assunto.

 

Oficialmente, de acordo com a assessoria do PSDB, esse veto foi mantido porque o governo havia prometido tratar da matéria em um projeto de lei específico. Até agora, no entanto, nada foi enviado ao Congresso.

 

A assessoria de imprensa do senador José Sarney negou que ele tivesse qualquer participação no veto. Segundo os assessores, o senador está viajando e, por isso, não acompanhou as discussões sobre a análise do veto no Congresso.

 

Discursos – O empenho de José Sarney pela derrubada do artigo que colocaria em risco os bens luxuosos de seu amigo Edemar Cid Ferreira pode ser comprovado no registro das notas taquigráficas. Logo apos a aprovação do projeto que resultou na Lei 11.382/06 Sarney ocupou a tribuna da Casa para criticar a nova norma.

 

“É bem de família e se quer assegurar que a família tenha o direito de morar”, afirmou o senador, em 5 de dezembro de 2006, citando a Lei 8.009/90, que ele criou em seu governo e que instituiu a “impenhorabilidade” da casa própria. Um dia depois de o presidente Lula vetar o artigo reclamado, o ex-presidente voltou à tribuna, dessa vez para agradecer ao Planalto pela sensibilidade.

 

“Eu pedi [...] que o presidente fosse sensível e que vetasse esses dois dispositivos. O nosso líder de governo comunicou-me, bem como o ministro da Justiça, que o presidente vetaria os dois dispositivos”, anunciou na época o peemedebista.

 

O líder do PPS, deputado Fernando Coruja (SC), que defendeu a derrubada desse veto, também não teve força para convencer seus comandados. Apesar de encaminhar o voto contra o veto, foi obrigado a liberar a bancada, pois alguns deputados do partido se declararam favoráveis à decisão da Presidência da República.

 

Malefício do veto – Ex-juiz da 18ª Vara Federal de Brasília, o deputado Flávio Dino (PCdoB-MA) acredita que a manutenção do veto prejudica as ações da Justiça. “A impenhorabilidade está ligada a um fim. Quando íamos arrestar uma mansão de R$ 1 milhão no Lago Sul, o sujeito dizia: ‘Não, é bem de família’,” exemplificou o parlamentar, que integra a base governista.

 

Segundo o deputado do PCdoB, a impenhorabilidade do bem de família é correta quando se articula com o direito à moradia, à geladeira, ao fogão, mas não em casos de imóveis de luxo. “Você compõe um núcleo básico da vida digna. O que extrapola isso, esse núcleo básico da vida digna, deve ser penhorado”, afirmou.

 

O deputado também rebateu o argumento de José Sarney de que a impenhorabilidade absoluta não existe hoje e que, se o juiz quiser, pode penhorar bens de pessoas que têm mais posses. “Não, não pode. A Lei 8.009 não permite. Eu sei que o senador Sarney tem uma ligação sentimental com essa lei, foi feita no governo dele”, disse. “A lei vetada estava correta, estimulava o adimplemento [o ato de pagar as contas em dia] e amplia o mercado de crédito. O que justifica, do ponto de vista social, quem tem um patrimônio de R$ 1 milhão não pagar o seu débito? Nada”, completou.

 

Flávio Dino lembrou, ainda, que o veto acaba restringindo até mesmo o crédito para populações mais carentes. “O veto está restringindo o mercado de crédito dos mais pobres. Quem paga pela inadimplência do poderoso são todos os tomadores de empréstimos, inclusive os mais pobres”, observou. “As camadas mais pobres dependem de um mercado de crédito mais acessível”, ponderou o deputado maranhense.

(Soraia Costa, Eduardo Militão e Lúcio Lambranho, do site Congresso em Foco, Redação do JP e Blogue John Cutrim)

 

DESCOBERTA A IDENTIDADE DE MAIS UMA SUPER-HERÓI BRASILEIRA

 

 

 

EU ASSIM COMO O POVO DO MARANHÃO CONCORDA COM VOCÊ PÊTA

Reprodução / Reprodução

“NÃO HÁ QUALQUER POSSIBILIDADE DE ACORDO COM UM GRUPO POLÍTICO QUE TEVE TODAS AS CONDIÇÕES E NADA FEZ PELO MARANHÃO, PERDENDO A MAIOR DE TODAS AS OPORTUNIDADES QUANDO O SEU PRINCIPAL LÍDER, JOSÉ SARNEY, FOI PRESIDENTE DA REPÚBLICA E DUAS VEZES PRESIDENTE DO CONGRESSO NACIONAL. SE ESSE GRUPO, AGORA, MOSTRA-SE DISPOSTO A AJUDAR O MARANHÃO, QUE O FAÇA, COM AÇÕES CONCRETAS”. Era essa, no mínimo, a resposta que o Maranhão esperava do histórico pedetista Jackson Lago, comandante da Frente de Libertação que derrotou o sarneisismo no Estado, depois das declarações da senadora Roseana Sarney, de que o governador está tentando uma aproximação com o seu grupo político.

Quem teve todas as oportunidades de tirar o povo do Maranhão da miséria e nunca fez, acumulando uma dívida social impagável com o Estado, não é agora que vai fazê-lo. O governador Jackson Lago precisa ter consciência disso.

 



Escrito por John Cutrim às 19h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


DEPUTADO CHICO GOMES DA UMA COMPROVAÇÃO DE SUA INCOMPETÊNCIA

 

 

O deputado Francisco Gomes (DEM) criticou, nesta terça-feira, 25, o governo do Estado pela transferência de recursos à Prefeitura de Cajari para serem aplicados na recuperação de uma rodovia localizada dentro do município de Viana. A MA-317 é uma espécie de ramal, ligando Cajari à MA-014, ao todo são 17 quilômetros, a maior parte incrustada no território de Viana. Para recuperar o trecho nas proximidades do Igarapé dos Afogados o governo do Estado repassou R$ 150 mil ao município de Cajari. “É botar um dinheiro fora”; é jogar o dinheiro na lata do lixo, mais uma vez a população de Cajari vai ficar castigada: os doentes serão impedidos de serem transportados em ambulâncias e o comércio terá que aumentar os preços dos produtos porque o transporte também ficará mais caro”, assinalou Gomes.

 

Comentário do Blogue:

 

Que me desculpe o senhor deputado Chico Gomes, mais Vossa Excelência está sendo no mínimo incoerente de sua parte ao criticar o governo pela destinação de tal recurso a prefeitura de Cajari.Quem já andou pela região sabe perfeitamente que a MA-317 é o único meio de ligação que permite o acesso terrestre ao translado para quem entra ou sai naquela município, ou seja, a recuperação e a manutenção da estrada deste modo torna-se mais do que imprescindível para a cidade e a população de Cajari.Portanto Senhor Deputado nada mais do que justo de fato(de direito possa até ser que não, mas como legislador que é Vossa Excelência sabe que em primeiro lugar está os interesses a população)  a canalização dos recursos direcionados a administração municipal daquele município de Cajari, dessa forma não incorre ao meu ver nenhum equívoco da parte do governador como foi colocado.

Mas já que o nobre deputado tocou no assunto vale lembrar que o senhor, Chico Gomes, foi gerente Regional de Viana durante todo o período (8 anos) do governo Roseana Sarney e não fez sequer nada para resolver esse antigo cujo na época já era um problema e agora, de uma hora para outra, vem com essa falácia afirmando que a MA-317 tem sido um desafio para o governo atual que aí está apenas um pouco mais de 1 ano, sendo que durante os dois mandados da Branca, sua aliada, não foi realizado nenhuma ação por Vossa Excelência e nem por ela a fim de solucionar o problema, e olha que tempo teve de sobra não é Chico?!

Aproveitando para refrescar mais ainda a nossa memória segue abaixo alguns questionamentos:

 

Algumas perguntas para refletir:

 

*Esta mesma estrada não desafiou o governo na gestão dele por 08 anos como gerente regional?

 

*Ele também não jogou dinheiro fora tentando recuperar esta mesma estrada?

 

*O que deve ser lembrado e analisado é que este governo que ele tenta culpar como incompetente, completou 1 ano, e já o que ele fez parte durante 8 anos nada resolveu. Quem é o incompetente da história nesse caso?

 

*O deputado cita os exemplos dos aterros mal feitos que foram construídos ali.. O que ocorre é que ele não lembrou de dizer que a maioria dos vários aterros que lá estão foram construídos também na sua gestão como gerente da região.Quer dizer então que ele também jogou no lixo as verbas liberadas para tais obras?

 

*Ele foi um dos que mais castigou a população de Cajari, pois poderia ter prestado um serviço de boa qualidade á frente da sua gestão como gerente regional, mais não, preferiu enviar recursos e "obras" para a vizinha cidade de Matinha, achando que o prefeito na época, o Sr. Aristóteles, um dia viesse o apoiar na campanha de deputado estadual. O prefeito não deu a mínima para ele naquela eleição, preferiu apoiar outro deputado.

 

*Ele queria que os recursos na ordem de r$ 150,00 mil reais, fossem enviados para a prefeitura de Viana? Para sumirem também?

 

*Então deputado, é fácil criticar quando se está do lado de fora, não esqueça que Vossa Excelência é um dos maiores responsáveis pela situação em que se encontra hoje a estrada. Além do mais, ele critica tanto o fato de esse recurso ter ido para a prefeitura de Cajari, mais lembrando bem, o prefeito Nascimento é Roseanista de carteirinha, ou seja, são aliados no mesmo grupo Então  por que tanta desconfiança com o colega deputado?

Com a palavra o nobre deputado!! 

 

Escrito por John Cutrim com a colaboração do Professor Alexandre de Viana

 

DOSSIÊ COM INFORMAÇÕES SOBRE GASTOS DO GOVERNO FHC ACIRRA BATALHA EM CPI

 

A CPI criada para investigar o uso de cartões corporativos do governo teve nesta terça uma batalha acirrada entre oposição e governo. O motivo foi uma reportagem publicada no fim de semana sobre a existência de um dossiê com informações sobre gastos do governo Fernando Henrique.

A Revista Veja diz que o dossiê foi preparado por uma secretaria ligada à Casa Civil da presidência. Com o objetivo de constranger o PSDB na CPI que investiga o escândalo dos cartões corporativos.

Segundo a reportagem, o dossiê revela que o governo Fernando Henrique teve gastos maiores que o governo Lula. As informações são sobre as contas secretas da presidência. A oposição, que já ameaçava deixar a CPI, reagiu. Agora, promete levar as investigações até as últimas conseqüências. A convocação da ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, passou a ser prioridade.

“Amanhã (quarta-feira) eu coloco a convocação da ministra Dilma, porque alguém tem que explicar. E quem tem que explicar, quem é a pessoa que detém o poder de explicar, é a ministra Dilma”, disse a senadora e presidente da CPMI, Marisa Serrano (PSDB-MS).

Em nota, a ministra da Casa Civil negou que o governo tenha feito qualquer dossiê, mas admitiu que os dados foram retirados de um sistema do governo e mandou abrir sindicância para apurar a responsabilidade pelo vazamento.

Em entrevista à TV Globo, a ministra disse que as informações podem ter vazado de dentro da Casa Civil. Na segunda, Dilma Rousseff telefonou para a ex-primeira dama, Ruth Cardoso, e lamentou o episódio.

O líder do PSDB do Senado comunicou nesta terça a decisão do ex-presidente Fernando Henrique de autorizar a abertura do sigilo das contas dele e de Dona Ruth e disse que vai pedir também que o presidente Lula e Dona Marisa façam o mesmo com os gastos da presidência.

“Ficou claro que não tem nada de segurança nacional ali. Isso nos estimulou a pedir a abertura das contas dos dois presidentes, todas as contas; das duas esposas, Dona Ruth e Dona Marisa; e de todos os familiares dos dois presidentes; e também dos dois vice-presidentes da República”, disse o senador e líder de partido Arthur Virgílio (PSDB-AM).

“Não acredito que tenha origem no governo, o fato é que a CPI já estava morta e alguém interessado em acirrar os ânimos entre PSDB e PT colocou esse suposto dossiê. Acho que foi uma gota de veneno numa fogueira que já estava sem chamas”, declarou o vice-presidente do Senado, Tião Viana (PT-AC). (JN)

 

RESPOSTA DO DEPUTADO DE ROBERTO ROCHA AO JORNALISTA NOBLAT

 

Turistas que curtiam o feriadão da Semana Santa no resort em Barreirinhas ficaram intrigados com várias viagens que o helicóptero do GTA (Grupo Tático Aéreo), da PM maranhense, fez para o local em plena Sexta-Feira Santa. O serviço de táxi-aéreo entre São Luís-Lençóis-Barreirinhas atendia especialmente a vice-presidente do PSDB, senadora Marisa Serrano (MS), e o líder do PSDB na Câmara dos Deputados, José Aníbal (SP).

Os tucanos foram conhecer os Lençóis Maranhenses a convite do colega deputado Roberto Rocha (PSDB/MA), em campanha para fazer do lugar uma das sete maravilhas naturais da humanidade.

Roberto Rocha (PSDB/MA) explicou ao blog que o helicóptero GTA da PM transportou os parlamentares durante a sexta-feira Santa para inspecionar as obras da BR 402, que interligará os estados do Maranhão, Ceará e Piauí. Um local, segundo ele, impossível de ser alcançado por via terrestre.Para ir aos Lençóis Maranhenses eles teriam usado um automóvel.

 

KGB x AÉCIO NEVES

Miss Natália Guimarães troca Aecinho Neves por Leandro da KGB

Há pouco tempo a miss disse que iria se casar com o galinha Aecinho Neves.O governador deu uma baita bronca na guria (Provavelmente deve ter feito a promessa no clamor da alcova).Muito bem, a miss deu no pé e foi ter nos braços de Leandro do grupo KGB. Perdão, KLB.



Escrito por John Cutrim às 22h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


SISTEMA NÃO TEM MAIS PATRÃO?

    

Parece que um poderoso sistema de comunicação do Estado não tem mais patrão. Seu dois “blogueiros oficiais” viraram de vez cabos eleitorais oficiais de dois pré-candidatos a prefeito de São Luís. Enquanto um passa o tempo todo em seu blogue puxando sardinha para certo secretário municipal o outro blogueiro do sistema puxa ainda mais o saco(baba que causa até ojeriza)) de um outro secretário municipal rival do anterior numa disputa por uma indicação de um certo prefeito.

A coisa é tão ridícula que chega ao ponto de um defenestrar(queimar) o candidato do outro no seu blogue tudo isto ocasionado pela defesa dos seus próprios interesses, pois segundo me informou uma fonte, um deles está louquinho para ser secretário de comunicação do município caso seu candidato ganhe.Vai pensando rapá!!!!

Tomem cuidado blogueiros de aluguel associados do esquema, vocês sabem que tem que rezar é a cartilha que os seus patrões mandam e não segundo a bel-prazer de seus  interesses próprios, pois é sabido e notório que o candidato cujo vocês estão apoiando  não é, obviamente, o candidato de consenso do grupo ao qual vocês trabalham.

 

 

ONDE ESTAVAM OS DEPUTADOS?

 

 

Durante a audiência pública com a Cemar na Assembléia Legislativa para discutir e debater a questão da instalação dos medidores digitais pode se observar apenas, pasmem, 6 deputados presentes entre eles o presidente em exercício da Assembléia Pavão Filho,os deputados Fufuca Dantas, Edvaldo Holanda,Nonato Aragão e Francisco Gomes. De 42, com perdão para João Evangelista e Alberto Franco, ausentes por questão de saúde, 36 não deram as caras.

Aí fica a pergunta que não quer calar nobres deputados: Por onde estavam/andavam Vossas Excelências na hora da realização da audiência?Vão me dizer que não sabiam ou esqueceram uma vez que a audiência teve até a data mudada do dia 18 para o dia 24 sendo exarcebadamente divulgada nos meios de imprensa.Quer dizer que para defender o povo se precisa de uma notificação oficial fazendo a convocatória para comparecerem?O mais impressionante e caricato foi que ás 16hs no horário da sessão da Assembléia a maioria já tinha ou estava chegando, sendo que a audiência terminou instante antes por volta das 15hs. O lado positivo foi que a população manifestou-se comparecendo em peso e mais uma outra coisa também:eles deixaram um aviso aos deputados dizendo que sabem muito bem os nomes dos deputados que estavam e que não estavam lá presentes sendo seus defensores e afirmaram categoricamente: o troco virá nas próximas eleições.

 

 

ENQUETE DANDO O QUE FALAR

  

Na minha leitura diária, da maioria dos jornais da grande São Luis, fiquei surpreso ao saber que no jornal O QUARTO PODER saiu uma matéria sobre uma enquete que realizo em meu blogue. A pesquisa é/era para saber qual o jornal da ilha, na opinião dos leitores, trabalha a notícia com mais imparcialidade. O Jornal O QUARTO PODER não só divulgou o resultado da enquête, como também fez uma breve análise do blogue. Acompanhe na íntegra a matéria:

“Um blogueiro que, volta e meia, é assunto dos colunistas políticos de São Luís, resolveu fazer uma enquete para saber quais jornais diários, editados em São Luís, são considerados realmente imparciais, pelos consumidores de informação, no Maranhão”.

Para o espanto da equipe de O QUARTO PODER, impresso que tem pouco menos de 3 meses como diário, o jornal lidera a pesquisa desde a semana passada.

John Cutrim faz parte de um universo de blogueiros independentes existente em todo o Maranhão, já conseguiu certa notoriedade tendo textos seus publicados em alguns diários da capital, como o Jornal Pequeno e Atos e Fatos.

A marca do blogueiro é produzir e reproduzir textos contra o Sistema Mirante e a família Sarney, a exemplo do seu colega mais famoso, Ricardo Santos. O que mais nos chamou a atenção foi o fato de saber que a pesquisa foi realizada, na internet, por um blogueiro ligado ao ex-governador José Reinaldo. Isto mostra que este jornal está conquistando credibilidade dos consumidores de informação, no Maranhão. O endereço do blogue é http://johncutrim.zip.net." (Jornal O 4 Poder, terça 25 de março)

 

ENQUETE DANDO O QUE FALAR 2

 

Até ontem, terça-feira, 25, a enquête apontava o jornal O QUARTO PODER na frente seguido de bem perto pelo Jornal Pequeno, uma diferença bem mínima. Enquanto isso os demais matutinos estavam bem abaixo dos dois primeiros colocados com um percentual beirando a margem dos 10%, ou seja, a disputa na opinião dos leitores do blogue polarizou-se entre o O QUARTO PODER e o Jornal Pequeno, que notoriamente são dos dois jornais preferidos dos internautas jovens do Maranhão.

   

 

  

 

ENQUETE DANDO O QUE FALAR 3

 

Durante o dia de hoje, 26, até meados do final da tarde, o resultado parcial da enquête permanecia nos mesmos patamares, o quadro era estável e constante, não alterando de forma significativa os valores.

Para meu espanto e, justificando o título da nota, agora pela noite ocorreu algo inusitado e até de certo modo surpreendente: Um jornal subiu estratosfericamente, de uma hora para outra, da antepenúltima posição para o primeiro lugar passando Extraordinariamente de 3 votos para 73, ou seja: 70 internautas votaram em um intervalo de tempo bastante exíguo. Isso pode ser explicado talvez da seguinte forma: os leitores ou alguns leitores do jornal Extra ficaram sabendo da enquete por meio da matéria publicada pelo O QUARTO PODER e criaram uma campanha em debandando na internet para alcançarem os votos. Se foi isso realmente foi o que, de fato aconteceu, meus parabéns pela iniciativa dos leitores do jornal Extra.

Pelo jeito essa enquête ainda vai da muito pano pra manga, pois pelo que estou a observar o andar da carruagem tem jornal que não vai querer perder em hipótese alguma para o "concorrente" nem que seja em uma mera, simples e inusitada enquete de blogue. Um recado para o pessoal do EXTRA, a enquete não é do jornal O QUARTO PODER. Se não me conhecem é porque ainda fazem parte do jornalismo pré-histótico, do tipo em que só se publicava notícias impressas em papel. Eu me chamo John Cutrim, blogueiro profissional, e faço parte da era virtual, sou conhecido pelos menos em nome, dos jornalistas que fazem parte da imprensa mais moderna, no Estado.Outra coisa: é bom alertar que invasão de sistemas é crime federal, ainda mais, quando o invasor deixa o (IP) de sua maquina registrado.

  

ANIVERSARIANTE

 

 

O blogue faz questão de registrar os Parabéns ao colega Ricardo Santos pela passagem de mais um aniversário seu neste dia de hoje. Desejamos os votos de paz, saúde e muito mais sucesso ao blogueiro mais comentado e polêmico do Estado do Maranhão.Ricardo Santos é um leitor assíduo deste blogue e por isso fazemos questão de fazer essa homenagem a ele.Ricardo continue firme na luta e não se deixe intimidar pelas viúvas do grupo.....Ah tu sabe daquele grupo lá mesmo!!!!!hahahahahahaha

VIRGÍLIOXSARNEY

Gilvam Borges, do Amapá, é um faz tudo de Sarney. Assumiu o Senado com a cassação de Capiberibe, este sim, eleito pelo povo. A cassação foi conseguida por Sarney no TSE em decisão muito controversa.

Artur Virgílio já disse o diabo para Sarney, de corpo presente, quando da sucessão do Senado. E vez isso varias vezes sem reação. Parece que agora Sarney resolveu reagir. Virgílio, tudo indica, sabe de muita coisa e já teve uma discussão feia com Roseana, que tentou peitá-lo.

O que sabe Virgílio? Ele diz que arrasa o clã. E Sarney pode andar armado? Esta acima da lei do desarmamento?(Blogue do Zé Reinado)



Escrito por John Cutrim às 02h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico
QUAL JORNAL DE SÃO LUÍS NA SUA OPINIÃO TRABALHA A NOTÍCIA COM MAIS IMPARCIALIDADE?
Jornal Pequeno
O Imparcial
O Estado do Maranhão
Atos e Fatos
A Tarde
O Quarto Poder
Diário da Manhã
Extra
O Debate
Gazeta da Ilha

Em qual desses candidatos você votaria para prefeito de São Luís em 2008?
Bira do Pindaré (PT)
Flávio Dino (PC do B)
Clodomir Paz (PDT)
José Reinaldo (PSB)
Canindé Barros (PSL)
Raimundo Cutrim (DEM)
João Castelo (PSDB)
Pinto Itamaraty (PSDB)
Chico Viana(PSDB)
Pedro Fernandess (PTB)
Julião Amim (PDT)
Edson Vidigal (PSB)
Gastão Vieira (PMDB)
Edvaldo Holanda (PTC)
Marcos Silva (PSTU)
Saturnino Moreira (PSOL)
John Cutrim(KK)
Clóvis Fecury(DEM)
Cléber Verde(PRB)
Roseana Sarney(DEM)
Wellington do Curso Wellington(PSDB)

Faça sua busca na Web!
page counter


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 MEU ORKUT
 Blogue do Ricardo Santos
 Blogue o Vianense - Notícias de Viana
 Blogue do Adonias Soares - Notícias de Presidente Dutra
 Blogue do Josué Moura - Notícias de Imperatriz
 Blogue do Totonho-Vice-Prefeito de Colinas)
 Blogue do Samuel Barroso - Notícias de Colinas
 Blogue Kgueta - Notícias de Chapadinha
 Blogue Rosário Notícias
 Blogue do William Fernandes
 O Timonense-Notícias de Timon
 Jornalista do Sol-Amanda Dutra
 Flogue Rosário Notícias
 Blogue do Bira do Pindaré
 Coluna Zill de Bacabeira-Isaias Rocha
 Ivandro Coêlho
 Blogue da Alcinéia Cavalcante - Amapá
 Thalitíssima
 Blogue do Maurício Araya
 Blogue do Zé Reinaldo
 Blogue PSB de Timon
 Timon Acabado
 Blogue Liberdade de Expresssão-Ana Paula
 Espaço do Professor Andrade
 Blogue PDT de Timon
 Blogue do Bruno-Mr.Rogers
 Blog da Tv Mirante de Chapadinha
 Blogue Bastidores da Secom
 Blogue da ADESMA
 Blogue do SEU JOCA
 Blogue Por Pinheiro-Gustavo Lopes
 Estudos Bíblicos sem fronteiras teológicas
 Bíblia Online Diante do Trono
 Apocalipse
 Palavra Prudente
 Bíblia
 Lagoinha.com
 Catho
 Catho M
 QueBarato
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Blog de Estudos Bíblicos
 Estudos Bíblicos
 Blogue do Deputado Ivan Valente
 Blogue do Luis Nassif
 Estudos Bíblicos Online